Obras de arte a céu aberto




Obras de arte a céu aberto são, sem dúvida, um sucesso! Veja só essa ideia genial da Associação Americana de Publicidade em Outdoors.



O povo americano não tem nada de bobo e é por isso que é o que é. Quem faz aquele pais não é seu governo mas seu povo. 

Enquanto nós aqui dependemos do governo para tudo, os americanos fazem de tudo com a iniciativa privada e, o que é mais surpreendente, eles obtém lucro com tudo o que fazem. E veja bem, obter lucro não é errado. Precisamos urgentemente mudar essa nossa visão de que ganhar dinheiro é errado. Desde que feito de forma honesta, o ganhar dinheiro melhora a vida não apenas de quem o tem, mas de todos ao seu redor e de outros, indiretamente.

Bom, voltemos à notícia em questão. 

Publicitários muito espertos deixaram de ganhar seus cem milhões de dólares por 30 dias de aluguel para dar arte ao povo. 

Pode parecer que é só isso mesmo, no entanto, é uma grande estratégia de marketing, que com certeza trará mais dólares para suas carteiras. 

Segundo Nancy Fletcher, da Associação Americana de Publicidade em Outdoors "é claro que depois desse projeto muita gente vai prestar mais atenção aos nossos anúncios".

Em primeiro lugar, esta exposição ao ar livre, feita com obras de artistas americanos, estimula a valorização do nacionalismo, extremamente ligado ao estilo de vida de consumo. 

Em segundo lugar, essa ação derruba a aura publicitária dos outdoors, agora ligados à arte e cultura, garantindo uma proximidade maior com o público.

Em terceiro lugar, mas não menos importante, essa ação valoriza ainda mais o ponto comercial. Certamente cada ponto comercial ali terá maior visibilidade após o fim deste projeto.

Isso acontecerá seja pela divulgação do projeto em vários meios de comunicação, ou pela valorização que citei anteriormente. Consequentemente, isso fará aumentar os valores dos aluguéis. E quem sai ganhando? Todos.

Sendo assim, o projeto não apenas prestigiará a arte local, mas também incentivará a ida a museus, valorizará os pontos publicitários e, de quebra, gerará mais receita. 

E aqui fica a pergunta: é preciso do governo pra valorizar arte? 

Não sei se somos mal acostumados ou limitados, mas o certo é que para a iniciativa privada fazer algo assim aqui no Brasil, sem qualquer ajuda do governo, é muito difícil. Quem sabe seja por que nossa cultura de dependência se alastrou de tal forma que não se acredita na possibilidade de ver a arte também como investimento.

O fato é que mudar essa cultura seria muito bom para todos, isso é um fato. Vamos pensar a respeito.

Postar um comentário

0 Comentários